domingo, 27 de outubro de 2013

EFEITO CACAOS, de Ulisses Góes


Sempre apoiando a literatura fantástica nacional!

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

FOTOS: SÃO MIGUEL 24/10/2013

Conforme os documentos do bem recém adquirido aqui do Sítio Dona Lô precisaram ser atualizados, meu pai, Damião (o motorista) e eu fomos até a cidade vizinha, São Miguel - uma vez que não se faz troca de placas em Pereiro. Durante a viagem fui tirando algumas fotos, confiram! Fotos em alta resolução!



MICROCONTO: SONHOS IMPOSSÍVEIS

SONHOS IMPOSSÍVEIS

Escrito por: Victório Anthony




            Estou no hospital, sofri um acidente de carro. Agora, a pessoa que eu tanto amo e admiro finalmente está do meu lado, esperando que eu me recupere. Sua mão está pousada sobre o meu leito e eu queria muito, muito mesmo, poder tocá-la e apertá-la contra a minha. Infelizmente, eu não posso. Meus braços e pernas foram amputados...

sábado, 19 de outubro de 2013

POEMA: O ESPAÇO QUE HÁ EM MIM

O ESPAÇO QUE HÁ EM MIM

Escrito por: Victório Anthony



Eu vi o universo, cheio de tudo,
Vi a vida, vi estrelas, vi pessoas,
Um lugar tão perfeito, tão pleno,
Tudo poderia ser feito nele...

Eu cresci, aprendi muito,
Tenho meus problemas,
Minhas felicidades,
Eu vivo...

Pensei que um dia eu faria parte do universo,
Que eu poderia alcançar meus sonhos,
Que um dia eu seria feliz,
E que faria sentido existir...

Quanto mais o tempo passa,
Mais eu sinto que não vou ficar,
Estou me diluindo no universo
E nada sobrará de mim...

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

MICROCONTO: ESPAÇO

ESPAÇO

Escrito por: Victório Anthony



            — O que há no infinito? — Perguntou-se ele olhando pela janela. — Será que alguém pode me responder?

            Uma estrelinha, atenta aos pensamentos do garotinho insone, decidiu atender ao seu desejo respondendo com um leve sussurro:

            — Imagine...

terça-feira, 15 de outubro de 2013

POEMA: PRISÃO

PRISÃO

Escrito por: Victório Anthony



"O que te prende?
Sai de tua prisão e voa
Voa para o mundo novo
Voa para novos ares!"

Estava lá, preso,
Esperançoso de ser liberto,
Via o mundo lá fora,
Via o mundo dentro da cela...

Perguntava-se: Para onde vou?
Espiava atento,
Esperava que algo viesse,
Esperava ver algo novo...

Parou dentro da cela,
Deixando-se levar pelas pernas fracas
Da parede ao chão
Devagar, foi se encolhendo...

Olhou para a escuridão,
Queria o mundo de fora
Do lado de dentro,
Ao seu alcance...

Pensou nas cores,
Pensou nas formas,
E tudo ganhou vida,
Ganhou novos horizontes!

Ele ainda continuava preso,
Ele ainda continuava na cela,
Mas agora,
Era livre para colorir sua vida...

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

POEMA: CONSUMISMO

CONSUMISMO

Escrito por: Victório Anthony



É errado lavar a roupa com as próprias mãos!
Pra quê isso?!
Compre uma lavadora de luxo faz tudo
E desfrute da vida!

É errado andar a pé!
Pra quê isso?!
Compre um carro último modelo
E desfrute da vida!

É errado conversar diretamente com as pessoas!
Pra quê isso?!
Compre um celular último modelo com internet
E desfrute da vida!

É errado se vestir de qualquer jeito!
Pra quê isso?!
Compre roupas novas toda semana
E desfrute da vida!

É errado estudar!
Pra quê isso?!
Apenas gaste seu dinheiro
E desfrute da vida!

É errado ter opinião própria!
Pra quê isso?!
Apenas ouça o que dissermos
E desfrute da vida!

É errado preferir sonhos a um emprego rentável!
Pra quê isso?!
Apenas trabalhe
E desfrute da vida!

É errado gostar de cultura!
Pra quê isso?!
Apenas assista futebol, novela e jornal na TV
E desfrute da vida!

É errado defender os mais necessitados!
Pra quê isso?!
Odeie eles, os desmoralize, apedreje-os
E desfrute da vida!

É errado defender os animais!
Pra quê isso?!
Use-os
E desfrute da vida!

É errado se importar com a verdade!
Pra quê isso?!
Minta, acredita, acredite em tudo
E desfrute da vida!

É errado poupar dinheiro!
Pra quê isso?!
Gaste, gaste tudo
E desfrute da vida!

É errado saber em quem você está votando!
Pra quê isso?!
Vote no que fizer a melhor propaganda
E desfrute da vida!

É errado pensar em ecologia!
Pra quê isso?!
Acabe com todos os ecossistemas
E desfrute da vida!

É errado pensar em reciclagem!
Pra quê isso?!
Apenas use, descarte, compre um novo
E desfrute da vida!

É errado educar os seus filhos!
Pra quê isso?!
Deixe que nós os eduquemos por você
E desfrute da vida!

É errado ver as horas!
Pra quê isso?!
Deixe que façamos o seu tempo
E desfrute da vida!

É errado acreditar em si mesmo!
Pra quê isso?!
Acredite em nós
E desfrute da vida!

É errado pensar que você tem uma vida!
Pra quê isso?!
Escute-nos, nós sabemos o que você precisa
E desfrute da vida!

É errado ler isso!
Pra quê?!
Não entenda, não compreenda, esqueça o que viu
E desfrute da vida!

POEMA: QUEDA

QUEDA

Escrito por: Victório Anthony



Afasta!
Afasta de minha boca
Estes teus lábios
Cheios de mentiras!

Não me toque
Com essas mãos
Que manipularam
Tantas pessoas.

Não me machuque,
Meu coração dói.
Você irá me machucar
Ainda mais...

Minha alma congela
Entorpece diante de ti
Incapaz de se proteger
Sumindo no vazio

Estou sangrando
Você me pegou
Sou sua vítima
É tarde demais...

Se ao menos tivesse me amado,
Se ao menos tivesse me feito feliz,
Se ao menos...
Você entendesse o motivo.

Queria ter te feito sorrir,
Queria fazer com que se sentisse bem,
Queria te fazer entender
Como é bom se sentir assim.

Destino torpe!
Vejo tua sombra partir
E me deixar aqui,

Sem vida...

domingo, 13 de outubro de 2013

POEMA: EM MINHA MENTE

EM MINHA MENTE

Escrito por: Victório Anthony



Sinto a morte penetrar o meu corpo.
O tempo passa,
Minha vida se esvai,
Minha mente se esvazia...

O torpor da concentração
Me impede completamente
De olhar ao meu redor
E perceber onde estou...

Como se desvanecesse
Diante de tal injuria particular
Perco tempo
Perco vida

Estou só,
Tão somente só,
E cego,
Totalmente cego

O tempo que passa,
Torna-me improdutivo,
Incapaz de me ser útil,
Incapaz de ser alguém.

Isolado, perdido, aturdido,
Desnorteado, sem esperança,
Infeliz vida,
Infeliz morte

O que ei de deixar?
O que de mim será lembrado?
Temo ser esquecido,
De ser apenas, e tão somente, passado...

Deixado ao relento,
Preso em minha própria cama,
Ei de dormir,

E nunca mais acordar...

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

SEM TÍTULO II


CAPÍTULO 02: EMUNAH




Escrito por: Lincoln Berlick
Revisto e editado por: Victório Anthony


           Estava sem forças, fraquejava, mal conseguia abrir os olhos. Tudo o que pude ver naquele instante era Pedro indo para cima de Azazel num ataque furioso. O demônio simplesmente se desviou da espada dele, acertando-o com um soco na barriga que o jogou a metros de distância. Tico mal se sustentava em pé, reuniu o resto de suas forças e arriscou um diálogo com o demônio:

            — Não é possível! Como?! Eu invoquei o Salmo 91!

            — Realmente profeta, aquilo foi impressionante... — ele abriu um sorriso insanamente calmo no rosto. — Poucos conseguem invocar o Salmo 91. Para seu azar, você não tem fé suficiente para me selar — fechando a expressão, completou. — O tempo de vocês, humanos, acabou...

            Sua espada negra surgiu novamente em sua mão. Tudo se encerraria ali, eu não podia correr, Pedro estava esgotado, Tico gastara toda a sua energia no último golpe e aquele ser miserável sequer demonstrava estar cansado. Eu não queria morrer daquele jeito, eu nem sabia o que estava acontecendo! Olhei ao redor e vi a espada de Pedro no chão, próxima a mim, parecia apenas uma espada comum. Decidi segurá-la:

            “Se eu vou morrer, que seja lutando!

terça-feira, 8 de outubro de 2013

PALAVRAS DE SABEDORIA...

 
Não sou um gênio,
Não tenho tanta facilidade em aprender,
Sou apenas esforçado,
Dedicado,
E tenho praticado muito...
Às vezes as pessoas gostam de chamar as pessoas
Da forma errada,
Acham que é tudo simples
E nem percebem todo o esforço
Por trás de um trabalho ou uma obra.
 
Victório Anthony

VERDADE NUA E CRUA: FALTA DE ÁGUA

Você quer a verdade? Pois bem, lhe darei a verdade! Os cacimbões (poços) de água, estão praticamente secos! Quando cheguei a Pereiro ha pouco mais de 3 meses, a quantidade de água, apesar de baixa, era o bastante para uma família até o possível retorno das chuvas que ainda não voltaram desde o ano passado. Isto é, SE fosse apenas uma família a usá-los. Infelizmente, são cerca de cinco ou mais para estes pequenos reservatórios de água.

Aí a prefeitura chega e diz: "Mas eu mandei caminhão pipa!" É, pois é, mandaram... Mandaram água suficiente para para pouco mais de uma semana quando os caminhões pipa demoram mais de 2 semana pra chegar! Não sei se a prefeitura sabe, mas o pior problema na região não é a quantidade de água, água se precisar, se manda buscar; o principal problema aqui é logística! Todos, eu disse todos, os caminhões disponíveis para trazer água ao Sítio de Fora estão quebrados e fora de funcionamento por tempo indeterminado. É preciso esperar pela água que desde já se faz necessária!

Era o sonho do meu pai poder voltar a sua terra e poder viver da agricultura e criação de animais, ele só não esperava que mesmo com algum dinheiro pra comprar água no meio da seca houvesse tanta dificuldade pra se conseguir água. Quando você pensa que o sistema de tíquetes do governo que liberam água de graça vá funcionar, você acaba a ver navios - eles só entregam quando podem, quando querem e o quanto querem, seja lá quais forem as dificuldades dos entregadores. Temos capacidade para receber 4 mil litros de água, e o caminhão pipa que veio entregar água há mais de uma semana deixou somente 2 mil litros. Meu pai continua jurando que quando a chuva chegar, eu vou ver como é bom viver nessa cidade...

Eu não sei quem é que faz as contas de quanta água cada morador deve receber, eu só sei que estão errada para menos! Aqui no Sítio Dona Lô, meu pai precisa terminar o galinheiro e rebocar a parede do meu quarto e, vejam só, o cimento leva água! Não sei se consigo me fazer entender no meio de toda a minha indignação, espero somente que, na medida do possível, não falte água...

Abaixo estão algumas fotos dos cacimbões, dois com antes (época que cheguei a Pereiro) e na tarde de hoje (08/10/2013), o caso crítico pode-se se ver no terceiro.

PALAVRAS DE SABEDORIA...



Que lhe importa uma competição?
Se na vida se ganha e se perde?
Antes aprender do que nunca entender,
Que se deve dar sempre o seu melhor,
Sem se importar com prêmios ou medalhas...

Victório Anthony

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

SERPENTE DE FOGO, de Joe de Lima

É difícil falar sobre algo que você gosta e admira, já estou há um bom tempo devendo uma publicação como esta a este valoroso amigo, escritor e roteirista de quadrinhos empenhado conhecido como Joe de Lima. Seu trabalho em estilo dark fantasy publicado semanalmente no blog Baú do Joe, Serpente de Fogo, é um primor, uma história adulta, fantástica e sem aqueles melindres de histórias mais infantis ou infantilizadas direcionadas a um público diferente. Não, Serpente de Fogo vai além, cativando o inesperado, a força que vem da leitura, a satisfação em se ler. Esta pode ser apenas a minha humilde opinião, mas tenho certeza de que quem procura uma ótima história vai encontrar nesta leitura um perfeito passatempo.

Segue então uma relação (futuramente) completa de todos os capítulos desta história que também estarei acompanhando e atualizando nesta publicação.

E você também podem acompanhar o lançamento dos capítulos pela página Baú do Joe, pelo facebook, não percam!



...

SERPENTE DE FOGO

Escrito por: Joe de Lima



ÍNDICE

Um brilho no céu... uma visão... uma profecia... Valek Clancey nasceu sobre vários sinais que previam um destino grandioso para ele. Criado por um povo guerreiro, irá partir em uma longa jornada após reencontrar sua verdadeira mãe, Liana, agora uma estranha para ele. Em meio ao choque das duas maiores nações do Mundo Antigo, Valek e Liana desafiarão seus destinos enquanto terão de lidar com o sentimento proibido que os une.

http://baudojoe.blogspot.com.br/2013/04/serpente-de-fogo-joe-de-lima.html

domingo, 6 de outubro de 2013

MINICONTO: ADORÁVEL NOITE - SUJO DE SANGUE

Há algum tempo, meu amigo e escritor amante de vampiros Adriano Siqueira me convidou para participar de seu projeto de literatura vampiresca, o fanzine Adorável Noite, e finalmente ele está pronto! Abaixo vocês conferem o meu conto e no link a seguir vocês podem baixar o fanzine com todos os outros contos de outros autores! Vamos lá, apoiem a literatura brasileira!


SUJO DE SANGUE

Escrito por: Victório Anthony,
para o fanzine Adorável Noite.





            O sangue pulsava em sua veia, aquela pele macia implorava para ser mordida, o êxtase lhe tomava conta. Uma mordida vermelha e sangrenta lhe lambuzou os lábios. Seu superior, um vampiro infante com a aparência de um garotinho de treze anos, interrompeu a festa:

            — Deixe um pouco para mim Nurian, estou com fome esta noite — disse secamente.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

RODOVIA BR116 - PARTE FINAL

Para terminar, aqui estão os vídeos que fiz junto com as fotos das paisagens desta rodovia que corta o Brasil do Ceará a São Paulo. Confira!

O primeiro vídeo foi feito ainda em São Paulo, antes de chegar a Dutra, BR116.


Os próximos vídeos foram feitos no Ceará.